Pelas terras de Europa

abril 22, 2008

A Europa nos recebeu com chuva. Muiiiita chuva. Tanta chuva que fomos obrigados a fazer a primeira parada numa lojinha de chineses, ao lado do hotel da cidade do Porto, para comprar guarda-chuvas, daqueles que valem cinco dinheiros, nao importa qual seja a moeda. No Brasil sao cinco Reais, na Europa, cinco Euros, nos Estados Unidos, cinco Dólares… A diferença é a qualidade. Os guarda-chuvas chineses vendidos em Portugal sao lindos e têm o dobro de varetas. Devem, também, durar o dobro do que duram os vendidos no Brasil, que nao resistem a um pé de vento.

Jamais pensei que algum dia escreveria sobre guarda-chuvas. Mas, como diz Rosa Monteiro, a “louca da casa” nos leva por paragens jamais imaginadas.

Fora a chuva, a cidade do Porto nos surpreendeu imensamente. Muito limpa e bem cuidada, nao parece a mesma cidade em que estive duas vezes, no final dos anos 80 e, mais tarde, no início dos 90.

Na primeira vez, chegamos de carro e me lembro de uma cena pitoresca que presenciei em uma das ladeiras próximas ao rio. Uma velha senhora vestida de negro e carregando pesadas cestas atravessava a rua, enquanto um motorista buzinava. Ela parou bem no meio da rua, largou as sacolas e disse um desaforo impublicável ao motorista do carro. Nos rimos muito.

Em minha segunda viagem ao Porto estava a trabalho. Reportei para a TSF a incrível festa de Sao Joao, que acontece na noite anterior ao solstício, marcando o início do verao europeu. Todas as pessoas vao para as ruas da cidade do Porto, munidas de martelinhos de plástico para festejar o Santo e a nova estaçao com vinho verde recém engarrafado, sardinhas e pimentos assados na brasa. Naquela época, as famílias chegavam do interior em suas “carrinhas” e tomavam as ruas e as praças, até assistir ao nascer do Sol e do verao, na praia da foz do rio.

Desta vez, a surpresa foi encontrar uma cidade moderna, muito arborizada e cheia de turistas. Mas a comida continua muito boa e os portugueses acolhedores e simpáticos.

Partimos para Santiago de Compostela. Assim que puder, conto mais um pouco e, se possível, posto umas fotos. Me arrependi de nao trazer meu computador. Nao é muito fácil encontrar um computador com entrada USB que se possa usar. Tem internet em qualquer lugar, mas todos usam seus notebooks. E desculpem a falta de til. Eles só existem sobre a letra N nos teclados da Espanha.

Anúncios

14 Respostas to “Pelas terras de Europa”


  1. Que lindo isso!! Conte mais, conte! Adoro relatos de viagem! boas férias!

  2. Marcus Veras Says:

    Ueba! Nossa correspondente em terras cerventinas! mande brasa!

  3. Juana Says:

    Que delicia….
    Bom saber das boas novas!
    Me manterei atualizada por aqui, quero fotos!!!
    Amo vocês!
    beijos
    Ju

  4. Marcus Veras Says:

    Ueba, queremos mais notícias!

  5. Noemi Says:

    Aqui também choveu muito!!!! Rs… Divirta-se bastante e traga uma pimentinha de presente pra nós. Beijo!

  6. ana lake Says:

    Adooorei as lampréias; estavam ótimas. Vou aguardar ansiosamente a próxima iguaria.
    bjs

  7. Vera Says:

    Querida,

    Que maravilha de relato! Estou aqui na maior correria, embarco amanhã. Mas ficamos em contato, por e-mail!
    Beijos aos dois!!!

    P.S. O avatar é uma foto de F. de Noronha. Vamos ver se sai…

  8. Teresa Cruz Says:

    Olá Lacy fiquei um tempo sem computador, só agora vi seu blog.

    Muita boa esta viagem!

    Tb devo confessar que comecei a me interessar por Santiago de Compostela a partir de Paulo Coelho… mas na nossa adolescência ele era o cara… ainda bem que a gente cresce.

    Vou mostrar por Sergio seu blog!

    Continuem aproveitando todos os minutos e mandando novidades, para que nós, pobres mortais, possamos acompanhá-los e curtimos esta viagem de longe.

    bjs, saudades, Teresa

  9. isabel Cristina Says:

    Querida Lacy,
    Que máximo este seu diário de bordo..kkk Nossa é uma verdadeira pesquisa in loco.Como já li anteriormente realmente vc está sendo nossa correspodente.Amiga tenho saudade de nossos vinhos a luz de velas em sua casa, sempre comento seu bom gosto e propriedade em receber com amigos.Experiência inesquecível.Você realmente é um amor de pessoa.Divirta-se e continue a escrever para continuarmos nossa viagem junto com vc.
    Beijão. Isabel cristina de Rondônia.

  10. Tania de Oliveira Says:

    Ai que delícia… viajamos todos com você. Continue nos contando, com detalhes, todas as suas impressões sobre suas andanças. Beijos. Tania.

  11. Josi Frias Says:

    Hummm, isso que é vida boa!!!! Com suas palavras, estou me sentindo na Espanha. Uma delícia, um dia irei também… Continue, você escreve maravilhosamente bem.
    Mil beijos. Josi

  12. Nina Guinle Says:

    Lacy,
    Você sempre uma surpresa deliciosa!!!!
    Achei o máximo esta empreitada!
    Vou entrar mais vezes no site para acompanhar esta linda viagem!
    Bjs, saudades, sucesso, Nina

  13. Sueli Says:

    “E o rio Amazonas que corre Trás-os-Montes
    E numa pororoca deságua no Tejo…”
    Lacy querida, sempre e mais e mais… você nos surpreende! Nossa! Parece que estamos do lado, viajamos juntos… você vê, percebe, descreve, fotografa … e,… e,… faz uma coisa que ainda não tem nome: transporta, presentifica, sei lá … É demais!
    Obrigada pelo encantamento….obrigada por tudo!
    Sueli

  14. Amiga Jane Says:

    Lacy, seu blog está uma beleza, viajei por Angola, pela Espanha, pela Ilha da Madeira. Quanta andança! É bom compartilhar isso com você e Fred.

    Beijos,
    Jane


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: