Luanda dos coqueiros sem copa

julho 7, 2009

Sempre pensei em Luanda como uma Copacabana mais antiga. Amigos portugueses me diziam que a Marginal – como eles chamam a avenida beira mar – com seus coqueiros e a vista da baía lembra a “princezinha do mar”, só que sem as areias onde as cariocas desfilam seus biquínis para deleite dos turistas de todo o mundo.

Luanda não lembra Copacabana.

Para começar, os coqueiros não tem copa. São troncos mutilados, como soldados sem cabeça, que dão ao passante a impressão de imensos palitos espetados na calçada.

Luanda 112

Há controvérsias sobre o que aconteceu aos coqueiros de Luanda. Uma das versões dá conta de que as folhas teriam sido cortadas para possibilitar uma melhor visão da praia por  frentes de batalha opostas.  Estranho, já que a guerra civil que assolou o país por 27 anos depois da independência de Portugal (1975/2002) não teria chegado a Luanda.

Há quem diga que foi uma praga que devorou ou fez apodrecer as copas dos coqueiros. Outros preferem afirmar que foram mesmo cortados, porque a Marginal vai passar por um processo de reurbanização que vai ampliar toda a avenida e criar novos jardins, pistas para bicicletas etc e tal.

Mesmo considerando mais plausível a versão da praga, a visão dos coqueiros sem copa é muito incômoda, especialmente no final da tarde, quando todos aqueles troncos teimam em aparecer nas fotografias para atrapalhar o belíssimo visual do pôr do Sol.

E todos os dias ele se põe avermelhado e magnífico, sobre o que os angolanos chamam a “praia”, mas que na verdade é uma península, do outro lado da baía.

por do Sol na praia

Anúncios

3 Respostas to “Luanda dos coqueiros sem copa”

  1. Alessandra Says:

    Que coisa curiosa! Uma versão vegetal e mais minimalista das estátuas da Ilha da Páscoa.

  2. Alexandre Sayd Says:

    As palmeiras parecem estranhas antenas nos carros.


  3. Eu fico tentando imaginar a reação que eu teria em um lugar desses. Sei que Luanda deve ter a sua beleza, mas na época do ano que você foi, se juntarmos o cachimbo com as palmeiras sem copas, fica tudo tão dark, tão triste.
    Custo a acreditar que um dia as copas voltem a florescer nessas palmeiras. Mas como a natureza é sábia… Fico na torcida para que isso aconteça!
    Fiquei curiosa com uma coisa: o povo de lá é tão alegre quanto o nosso? Pq nós brasileiros somos sempre felizes. O mundo pode estar acabando, que o pessoal sai as ruas para terminar em samba. rsrs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: